O jogo do bicho agora é crime?

Nesta semana foi anunciado que o jogo do bicho e a exploração de máquinas caça-níqueis passarão a ser consideradas como crime. A maior preocupação da comissão dos juristas sempre foi o vinculo da atividade ilegal com o tráfico de drogas e homicídios.

Quem conhece e joga o jogo do bicho não entende muito bem como funciona tudo isso. Qualquer pessoa vai a um posto de jogo do bicho, faz sua jogada vai embora e fica torcendo na espera do resultado. Pensando assim qualquer jogador pode se perguntar qual é a ligação deste simples jogos de azar com trafico e homicídios.

resultado do jogo do bicho

Historicamente a proibição sempre foi à chave para realizar atividades ilegais. É difícil pensar que para combater uma atividade proibida tenhamos que ser submetidos a mais e mais proibições.

O jogador do jogo do bicho joga porque gosta e não porque é forçado a jogar. Assim como a pessoa que fuma, bebe, escala montanhas ou pula de pára-quedas.

Os resultados de proibições sempre foram devastadores no mundo. A historia mais conhecida por todos nos é a lei seca aplicada nas décadas de 30 e 40 nos Estados Unidos. É o trafico de drogas, uma problemática a nível mundial… É difícil pensar que tenha uma relação direta com o jogo do bicho o qualquer outro jogo de azar.

Agora sem fazer apologia ao jogo eu gostaria de saber uma coisa, por que o governo brasileiro proíbe o jogo do bicho ou qualquer outro jogo de azar. Nós brasileiros, somos um povo mais evolucionado que o resto do mundo por não ter jogos de azar? E por ultimo, ate onde eu lembro a lei de proibição dos cassinos é uma lei da ditadura, continuamos em ditadura?

5 thoughts on “O jogo do bicho agora é crime?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Este governo está transformando o Brasil num país de parasitas e vagabundos, com o Bolsa-Família, com indenizações imorais da bolsa terrorismo, com o repasse sem limite de recursos ao MST – o maior latifúndio improdutivo do mundo – e abrigo de bandidos e vagabundos e que manipulam alguns ingênuos e verdadeiros colonos.

    Para se justificar com estes vagabundos, o governo de Dilma afirma ser desnecessário ESTUDAR e que para se dar bem neste País basta ser vagabundo, safado e esperto. Ora se tem tantos analfabetos neste país, pelo menos deixem em paz os mais necessitados e os que menos roubam, para que possam no mínimo ter a esperança de ganha um premio extra! Jogo de bicho não é crime! Crime é ter políticos com o Demóstenes Torres e muitos outros que estão em Brasilia transformando o Planalto num grande cassino de corrupção e roubalheira!

  2. Nem o Lula que esteve por dois mandatos à frente desta nação e não teve coragem, nem competência para implantar nenhuma reforma no país, pois as reformas tributárias e trabalhistas nunca saíram do papel, e a educação, a saúde e a segurança estão piores do que nunca. Um governo que mais teve amigos safados e aliados envolvidos, desde a cueca ao pescoço, em corrupção e roubalheira, gastando com cartões corporativos e dentro de todos os tipos de esquemas. E Dilma teria moral também para apostar nessa lei de “criminalidade” que quer impor junto com essa quadrilha de políticos corruptos e sem vergonhas?

  3. O que que e isso Gente, como e que nos os adultos vamos nos divertir. A final que joga , joga por sua propria vontade, e ditadura sim, mas tudo bem , nem to eu jogo pela internet mesmo. Ohhh e ate mais divertido pois jogando pela internet, nem de casa tenho que sair. Falei ta falado.

  4. Burrice pura é a atitude deste governo corrupto e desonesto. E nenhum membro dessa casta política que está destruindo o Brasil teria moral para considerar se o jogo de bicho é moral ou imoral.

  5. Pois poderíamos afirmar que sim. Continuamos em ditadura de esquerda, que com uma visão mais festiva acredita poder convencer aos mais humildes dos preceitos morais que tradicional e historicamente, os intelectuais da época, tentaram envolver com uma doutrina marxista retrograda e no intuito de implantar um sistema rígido, nada convencional e cheio de resentimento.